Editorial

Edição nº1467 – sexta-feira, 12 de novembro de 2021

Live sobre a PLR e enquete sobre Sistema de Pontos

Chegou a hora de nos encontrarmos para conversar sobre a PLR.

Dois pontos nos preocupam sobre essa negociação.

Em primeiro lugar, como já abordamos em editorial passado, a inclusão do Sistema de Pontos na PLR nos parece um grande equívoco, mais uma intransigência da atual administração.

Importante esclarecer que para nós o problema não é a questão pecuniária em si. Qualquer sistema que vincule a PLR ao desempenho individual geraria essas diferenças. É concebível que possa existir algum sistema que conecte o alcance de resultados da PLR ao desempenho individual. O problema é que o Sistema de Pontos não foi parametrizado pela PLR. Ele está sendo sobreposto a ela. Esse Sistema não foi ainda testado para o propósito que o inspirou e conta com forte rejeição por técnicos e gestores do Banco. Ao incluir o Sistema de Pontos em um Acordo de PLR estão nos induzindo a referendar um sistema de avaliação de desempenho que acreditamos ir contra o sistema de trabalho cooperativo do BNDES. Além disto, temos fortes indícios de que é altamente anacrônico. Abandonado pelas empresas do setor privado que o introduziram, é uma tecnologia organizacional que sabidamente não entregou os resultados que pregava e, mais do que isso, ao invés de aumentar o engajamento das pessoas, esse sistema acabou por diminuí-lo.

O Sistema de Pontos vem sendo empurrado goela abaixo do corpo técnico do BNDES. Um sistema imposto sem discussão, sem diagnóstico e contra a vontade dos gestores do BNDES. Sua implementação promete ser uma das ações mais danosas que um grupo da Casa foi convencido a implementar contra a instituição. Junta-se assim com as grandes traições que testemunhamos nesse período das trevas no BNDES: as novas regras que permitiram a liquidação da carteira da BNDESPar e o posicionamento de não defesa dos empréstimos do Tesouro junto ao TCU.

Não se satisfizeram com a criação do Sistema, resolveram incluí-lo como critério para a PLR, sobrepondo assim artificialmente um sistema não parametrizado pelas metas da PLR na determinação de uma PLR individualizada.

A administração baseando-se num valor grande a ser distribuído de PLR, resultado da liquidação da BNDESPar, pretende comprar nossa aprovação ao Sistema de Pontos.

Pretende comprar também nosso apoio a uma mudança nos critérios de pagamento de PLR para pessoas que estiverem de licença médica. E esse é o segundo ponto que nos preocupa. Qual seria o objetivo aqui para além da crueldade, é um mistério. A mudança, temos a informação, é inédita entre empresas públicas. Querem aumentar a punição para quem sofrer de infortúnios médicos. A administração poderia colocar o problema para os empregados, e deixá-los decidir se querem ou não dividir a PLR com quem ficou doente, mas tornar isso uma cláusula pétrea da negociação é revelador da ideologia que move essa turma.

Vamos tomar uma decisão difícil e precisamos conversar, como sempre fazemos, de forma franca e democrática entre nós. É fundamental para a AFBNDES prosseguir nas negociações que a gente tenha um retorno do conjunto dos benedenses.

Estamos organizando também essa semana uma enquete sobre o Sistema de Pontos (responda aqui). É importante apurar a opinião dos empregados sobre esse Sistema. Esperamos divulgar o resultado da enquete na live de quinta-feira (18), às 18h, na Plataforma Zoom.

Na live contaremos com a participação dos nossos parceiros do movimento sindical e do Dieese. Eles têm informações importantes para partilhar sobre essas duas propostas que a administração incluiu na PLR.

Vamos também contar com a presença dos advogados do CBA que vão esclarecer dúvidas e podemos adiantar que já estão estudando as medidas cabíveis para impedir a perpetuação de mais um ato administrativo arbitrário contra o BNDES.

Todos à live de quinta-feira (18)! Vamos todos responder a enquete sobre o Sistema de Pontos!

Não esqueçam, e lembrem aos mais desavisados: sempre foi a força das nossas mobilizações que nos permitiu frear o ímpeto de destruição da atual administração. Vamos mostrar mais uma vez nossa determinação de preservar o BNDES para futuras administrações comprometidas com o desenvolvimento do Brasil.

Acontece

Comunicado sobre o Plano de Retorno ao trabalho presencial

Acontece

Podcast Missão Desenvolvimento: saneamento básico no Brasil, tem solução?

Acontece

Cobrança de mensalidade e demais serviços relativos ao mês de novembro

Cultura

Programação cultural da AFBNDES inclui peças de teatro, debates literários e exposição virtual de fotografia. Confira!

OPINIÃO

Charge de Nelson Tucci

 
 
 
 
 

EDIÇÕES ANTERIORES

(a partir de 2002)

SERVIÇOS

Sede Administrativa da AFBNDES permanece em trabalho remoto

Devido à pandemia a AFBNDES está trabalhando remotamente desde março de 2020. Por precaução, a diretoria da entidade determinou que no momento os serviços administrativos continuarão sendo prestados à distância. Sendo assim, o Atendimento da AF está disponível pelo WhatsApp (21) 99214-4870, e pelo e-mail
atendimento@

afbndes.org.br, de segunda a sexta-feira, das 10 às 17h.

No WhatsApp, o ‘chat bot’ ajuda no primeiro contato com a Associação e apresenta menu no qual os associados podem navegar para se informar sobre os principais serviços da AF.

Confira as opções do menu: Quero me associar, Planos de telefonia, Empréstimo, Seguros, Jurídico, Clube da Barra, Pousada Clube Itaipava, Outros Atendimentos, Comunicação, Institucional/Diretoria e Convênio Academia BodyTech.